barzinho-da-esquina

Coração Partido

barzinho-da-esquina:

Pacóvio coração, se apaixonou em vão

Se apaixonou pela sua bossa

Uma nódoa do passado há de residir em mim

Sou tão triste agora, sou tão velho

Eu amei, não me arrependo

Passará com o vento

E mais uma vez irei sorrir

Irei dar colorir as flores com um sorriso

Ajudar os pássaros a cantar

Suscitarei em mim o próprio amor

Antes de amar o outro

Me amarei

Agora em teus braços sou feliz

Como um samba de uma nota só

Simplesmente fácil

Simplesmente bonito

Simplesmente,

Incrível.